A odontopediatria é o ramo da odontologia que cuida da saúde bucal das crianças e dos bebês. Muitas pessoas têm medo de enfrentar a cadeira do dentista por experiências negativas que tiveram quando crianças. Por esse motivo, o trabalho do odontopediatra é importante.

Qual a idade ideal para levar o meu filho ao odontopediatra?

Mesmo antes do nascimento, as gestantes devem procurar orientações sobre as precauções a serem tomadas com a saúde bucal do seu bebê logo após o parto. Depois do nascimento da criança, a primeira consulta pode ocorrer a partir do terceiro mês de vida da criança para que ela já se familiarize com o ambiente e para que a mãe receba as orientações de higienização da boquinha do bebê.

A chupeta faz mal para a formação da arcada dentária do bebê?

Se usada de forma não racional, ela pode provocar desalinhamento dos dentes, deslocamento dos maxilares e modificações na respiração, deglutição e na fala. O ideal é que a chupeta não esteja sempre à disposição e somente seja usada após a amamentação e retirada assim que o bebê dormir. A odontopediatra entende que a chupeta complementa a necessidade psicoemocional no ato de sucção do bebê, mas seu uso deve ser fiscalizado de perto pelos pais.
O ideal é que este hábito, de sucção de chupeta, exista até o segundo ano de vida da criança. Após esta idade, pode tornar-se inadequado e gerar consequências indesejadas.

Quais os riscos de uma criança pequena ter cárie? 

Muitos. Devido à sua falta de coordenação motora, a escovação fica comprometida. Por esse motivo, é importante que tenha sempre a supervisão de um adulto para orientá-la sobre a forma correta de escovar os dentes. O ideal seria, ao final da escovação, pelo menos duas vezes ao dia, que o responsável auxiliasse na escovação da criança.
Mas lembre-se de sempre motivá-la a escovar os dentes após as refeições. Afinal, é de pequeno que se cria o hábito da higienização bucal.

Qual a maneira correta de se fazer a escovação?

A escova deve ter a cabeça pequena, ser macia e com cerdas arredondadas. O adulto deve afastar com uma das mãos os lábios e bochecha da criança e com a outra mão deve fazer movimentos circulares e de vaivém com a escova. Quando a criança ainda é muito pequena e ainda não sabe cuspir, deve-se evitar o uso de creme dental com flúor. Em crianças maiores, é recomendado utilizar creme dental com flúor em pequena quantidade, bem como, assim que possível, fazer o uso do fio dental junto com a escovação.